Religião sob suspeita, A

R$20,00

Insinua-se em alguns setores da opinião ocidental uma inquietante prevenção contra a presença pública da religião. Há cada vez mais quem defenda um espaço público neutro e “laico”, livre de “contaminações religiosas”. E esse modo de pensar supõe um propósito tácito: um mundo sem Deus, em que a religião não tenha qualquer relevância na construção da sociedade.

REF: 9788574651644 Categoria:

Descrição

Insinua-se em alguns setores da opinião ocidental uma inquietante prevenção contra a presença pública da religião. Há cada vez mais quem defenda um espaço público neutro e “laico”, livre de “contaminações religiosas”. E esse modo de pensar supõe um propósito tácito: um mundo sem Deus, em que a religião não tenha qualquer relevância na construção da sociedade.

Este objetivo, que pretende confinar a prática da religião à sacristia dos templos, não tem razão de ser. Invocando a laicidade do Estado, cai no laicismo, próprio da visão curta dos agnósticos atuais.

Nestas páginas, o Autor demonstra que a laicidade do Estado, que consiste na separação entre Igreja e Estado, não significa um Estado ateu e, na verdade, antidemocrático, em que a Igreja e os crentes não teriam o direito de manifestar-se.

Como o Prof. Ives Gandra Martins sublinha vigorosamente no posfácio a estas páginas, a constituição brasileira, invoca Deus, proclama a liberdade religiosa, não só no culto, mas também nas manifestações públicas e nos meios de comunicação.

Ficha Técnica:
Número de Páginas: 88
Editora: Quadrante
Autor: Francisco Santamaría
ISBN: 9788574651644
Formato: 11 x 16,7

Informação adicional

Peso 0.09 kg
Dimensões 11 × 16.7 × 2 cm